INSPIRADO NOS LOFTS – MAPA DA OBRA

 
Publicado em 03/02/2015Arquitetura exótica com uso de cimentícios pode ser importante diferencial de mercado

O mercado imobiliário vai ficando saturado de ofertas – e uma possibilidade de contornar a concorrência é arriscar o diferente, com layouts personalizados, ou padronizados que fogem do tipo “quadrado” dos apartamentos de dois dormitórios, em fachadas neoclássicas. O grupo mexicano Proyecto Cafeína se dedica especialmente a produzir essas diferenças, e seu Constitución 8 é exemplo de como construir para um gosto que busca opção pouco convencional de moradia.
Primeiro, porque o condomínio, de fora, nem parece residencial. Em Puebla, no México, o edifício de dez apartamentos exibe estética industrial inspirada nos lofts – seus espaços abertos pretendem atender a um design de interiores e estilo de vida mais contemporâneos.
Materiais aparentes e crus, como o vidro, o concreto de blocos e elementos estruturais, a madeira e as divisórias de ambientes foram selecionados por critérios que tomam aquecimento dos ambientes como premissa, além da obtenção de um produto construtivo de baixo custo de manutenção.
Outra ideia do projeto é integrar o prédio à natureza circundante, com vista para a cidade, encontrando luz e ventilação naturais para todos os cômodos. O andar térreo possui um jardim comum, e o prédio tem ainda teto acessível com vista panorâmica, que serve de grande terraço comunitário.
“Escolhemos usar o concreto em vigas e colunas estruturais, e o bloco de concreto na vedação das paredes, porque sua execução é prática, a construção, ágil, sistematizada, e o resultado final tem aspecto sólido, consistente, em que se confia e tem segurança”, diz o arquiteto Andrés Miranda Furlong, do Proyecto Cafeína. “Os cimentícios também representam, em nossos projetos, itens de baixa manutenção no longo prazo, o que os torna ainda mais interessantes; um bom investimento.”
Fator essencial à escolha dos cimentícios é que tanto o concreto quando o bloco de vedação dispensam acabamentos adicionais – eles se bastam, tanto funcional quanto esteticamente, quando a intenção é produzir um visual industrial e moderno.
“O material mantém uma congruência conceitual entre estrutura, função e estética, resultando em arquitetura pouco convencional e exótica, mas também muito atraente. Na verdade, este é o diferencial de vendas deste tipo de edifício.”

http://www.mapadaobra.com.br/negocios/inspirado-nos-lofts/

Comments are closed